Empresa de pagamentos constatou um crescimento de 59% nos serviços de entrega em casa

Entre os novos hábitos construídos para lidar melhor com as necessidades da pandemia, o sistema de entrega de comida foi fortemente adotado no Brasil. Não apenas auxiliou a população a ficar em casa, na impossibilidade de ir até um restaurante, como também foi uma alternativa que os estabelecimentos encontraram para sobreviver durante o período de isolamento social.

Todo os tipos de serviços se depararam com essa urgência, mas as atividades setor alimentício, que normalmente já atua com grande demanda nesse sistema, se intensificaram. O que mais se comprou pela internet durante o distanciamento social foi comida, feito por 44% da população. A tendência é que o hábito permaneça mesmo quando tudo voltar ao normal e a pandemia passar

confira nossas sacolas para o seu negócio
https://www.ricapel.com.br/portfolio/sacolas/.

Depois do primeiro mês de isolamento por conta da Covid, dados mostram um crescimento constante no setor. Uma análise feita pela Mobills mostrou que, em abril, houve o aumento de mais de 60% com relação ao mês anterior e, em maio, aproximadamente 40% com relação ao mês anterior.
A empresa de pagamentos Rede também constatou um crescimento considerável de 59% nos serviços de entrega em casa se comparado ao período anterior à quarentena imposta para controle de contágio do novo coronavírus.
E não foi apenas no Brasil que o delivery virou queridinho. De acordo com números publicados pelo site de cassino online, com os restaurantes de portas fechadas, a demanda pelo sistema de entregas na porta de casa aumentou ao redor do mundo todo, apresentando um aumento de 300% nas pesquisas por esse tipo de serviço.


Com base na pesquisa apresentada pelo Betway, feita entre março e maio de 2020, o país com maior crescimento na busca por pedidos de comida foi o México, com um aumento de 1.223%.
Vários franqueados observarem um aumento de 125% nas vendas de delivery durante este período, e com isso alguns grupos tem apostado em lojas que atendem só delivery, uma tendência que acompanha a crescente dos aplicativos de entrega no Brasil e no mundo.

fonte : https://dlnews.com.br/noticias?id=39513/setor-de-alimentacao-tem-incremento-de-40%-de-entregas-delivery-durante-a-pandemia

Categorias: Papel